Vereadores pediram providências e MPE-MS investiga deficiência de serviços de energia em município.

por Giva publicado 28/02/2018 21h05, última modificação 28/02/2018 21h11

O MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) instaurou um inquérito civil para apurar denúncias dos vereadores de Porto Murtinho contra a concessionária de distribuição de energia do município, a Energisa, por supostas deficiências nos serviços prestados.

A instauração do inquérito foi publicada nesta quarta-feira (28). Segundo os autos, a investigação foi requisitada pela presidência da Câmara Municipal de Porto Murtinho, após os vereadores da casa terem feito inúmeras indicações à empresa, que não teriam sido cumpridas.

Dentre as indicações estão pedidos de podas de árvores, de implantação de projetos sociais, de apuração de cobranças abusivas, de ampliação da rede de postes e ampliação do horário de atendimento à população.

O MPE-MS pediu, no início das investigações, que a Câmara e a Prefeitura de Porto Murtinho indicassem quais seriam as ruas que necessitam de substituição de postes e quem seriam os moradores que sofrem com quedas de energia.

Em resposta ao órgão, o presidente da Casa de Leis, Rodrigo Froes Acosta (PSD), informou que a Câmara pediu que os moradores encaminhassem denúncias sobre as irregularidades dos serviços da Energisa. Porém, as respostas dos moradores teriam sido insuficientes e difusas, segundo ofício do vereador.

A fim de colher mais informações para apuração das possíveis irregularidades, o MPE-MS resolveu dar mais prazo às investigações e transformá-la em inquérito. O processo corre na Promotoria de Justiça da Comarca de Porto Murtinho.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.