Capelão do Corpo de Bombeiros realiza palestra de prevenção ao suicídio na Câmara de Porto Murtinho.

por Giva publicado 30/10/2018 10h50, última modificação 30/10/2018 11h25
A palestra reuniu alunos da rede municipal e estadual de ensino.

Nesta terça-feira-feira (30) no período matutino, foi realizado no auditório da Câmara Municipal de Porto Murtinho, a palestras com o Capelão, Capitão Bombeiro Militar Edilson Reis, que desenvolveu trabalhos de orientações contra o suicídio.

O objetivo da palestra foi promover a mediação e gerenciamento de conflitos, bem como incentivar a aplicabilidade dos conceitos sobre cultura de prevenção ao agravo das patologias mentais que conduz o individuo ao suicídio, divulgar o tema da promoção da vida e orientar os militares sobre como identificar pessoas que estão com intenção de suicídio.

“Nenhum suicídio é um caso isolado. A pessoa dá sinais. O que precisamos fazer é ver o que os adolescente estão postando nas redes sociais, como eles se comportam. Oferecer apoio” alertou o Capitão BM e capelão Reis.

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, entre 2007 e 2016, foram registrados no SIM (Sistema de Informações sobre Mortalidade) 106.374 óbitos por suicídio. Em 2016, a taxa chegou a 5,8 por 100 mil habitantes, com a notificação de 11.433 mortes por essa causa. O suicídio é a terceira maior causa de morte entre os homens (9,2 por 100 mil habitantes) e a oitava maior entre as mulheres (2,4 por 100 mil habitantes).

Os levantamentos do Ministério da Saúde, divulgados nesta quinta-feira (20), como uma das ações do Setembro Amarelo, apontaram que, entre 2011 e 2015, o índice de suicídios em terras indígenas foi de 15,2 por 100 mil pessoas, sendo 45% entre jovens de 10 a 19 anos.

Entre homens, o índice foi de 23,3 (por 100 mil pessoas) e entre mulheres de 7,7 (por 100 mil pessoas). O número é significativo para o estado, pois Mato Grosso do Sul possui a segunda maior população indígena do país.

O evento contou com as participações dos representantes da Polícia Militar, Polícia Ambiental, Exército, Bombeiros, profissionais da Saúde, professores e alunos da rede municipal e estadual e vereadores.

error while rendering plone.comments