Má qualidade no serviço de internet em Murtinho motiva ação de vereadores contra empresa responsável.

por Giva publicado 28/11/2018 22h40, última modificação 28/11/2018 22h51
A ação será encaminhada ao Ministério Público e ANATEL.

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Porto Murtinho, realizada nesta terça-feira de 27 de novembro, foi apresentada a ata de manifesto contra a empresa responsável pelo fornecimento de internet Banda Larga no município de Porto Murtinho, a ação movida pelos vereadores é devida as constantes reclamações nas redes sociais, cobrando um posicionamento das autoridades municipais. Os usuários estão insatisfeitos com o serviço prestado pela empresa, a inexistência de planos contratados além das instabilidades que ocorrem diariamente no serviço de Banda Larga. Vale ressaltar que a empresa é a única que fornece este tipo de internet no município que nos dias de hoje se tornou um item importante de necessidade básica para qualquer cidadão.

Esta já é uma reivindicação antiga dos parlamentares e, mesmo diante da falta de resolutividade por parte da empresa, continuarão buscando meios de solucionar o problema, pois os clientes estão pagando por um serviço que muitas vezes não corresponde ao que foi realmente contratado, nesta ação serão anexadas todas as indicações e requerimento referente ao tema já encaminhadas a empresa, incluindo as assinaturas dos que estiveram presente e a cópia do documento do manifesto e encaminhadas ao Ministério Público e ANATEL. Os vereadores lembram que muitas pessoas não puderam estar presentes na última sessão para fazer a assinatura, porém é possível se dirigir até a recepção da Câmara Municipal o mais breve possível para deixar a assinatura durante o horário de expediente, de segunda a sexta-feira, das 7 às 13 horas.

Nas indicações, o vereador Sergio Bacha solicitou ao DETRAN a real situação referente ao licenciamento de todos os veículos públicos.

O vereador pediu informações ao município sobre as madeiras da antiga ponte do rio Amonguijá e ressaltou que havia feito algumas indicações para restaurar as pontes entre a fazenda Amonguijá e São Francisco, as pontes então em estado preocupante, os proprietários e motoristas de transporte escolar vêm cobrando medidas para que o poder executivo recupere essas pontes com máxima urgência.

Sérgio encaminhou um ofício para AGESUL solicitando cascalhamento na estrada da Colônia Ingazeira e Colônia Cachoeira, devido a temporada de chuva essas estradas estão condições ruins.

 Maria Donizete dos Santos solicitou ao DENIT e a secretaria de obras, a colocação de dois quebra molas na entrada da cidade, a primeira em frente à antiga sede de estação de energia, o segundo em frente ao cemitério. “As pessoas que chegam de viagem em uma velocidade ainda um pouco alta, acabam se deparando com o único quebra molas após entrarem no perímetro urbano e isso pode ocasionar acidentes” comentou Donizete.

Ainda no expediente a vereadora pediu a colocação de iluminação na Rua João Paes de Barros, iniciando na entrada do posto de combustível, rua de acesso ao bairro Salim Cafure. Donizete pediu também ao executivo a possibilidade da implantação de um posto de atendimento específico para as pessoas que necessitam sacar o seguro desemprego, segundo informações é necessário uma política entre governo de estado, município e legislativo, são várias ações que acabam necessitando se deslocar até o município de Jardim para fazer este serviço.

Na última indicação, Maria Donizete solicitou a empresa responsável pela manutenção de iluminação pública, a troca de lâmpadas queimadas em alguns postes da orla em frente à prefeitura.

Sônia Ferreira solicitou a troca das maninhas na Rua Camalote, bairro Jóquei Clube, moradores procuraram a vereadora pedindo para que seja feita essas trocas “Como sempre acontece em dias de chuva, nós ficamos ilhados devido a grande quantidade de água acumulada na rua” comentou um morador.

Sônia pediu também o cascalhamento da Rua João Paes de Barros e Rua Esperança, bairro Salim Cafure e recolhimento de entulhos e lixos da Rua Afonso Pena, próximo a pousada 7 dias.

A vereadora Zilda Duré encaminhou um ofício para a empresa LOG Engenharia, empresa terceirizada prestadora de serviços para a SANESUL, Zilda pediu a manutenção da rede de esgoto da Rua João Paes de Barros no bairro Nossa Senhora Caacupê e bairro Dom Pepe, “a situação está muito crítica”, comentou a vereadora. Ainda no bairro Dom Pepe a vereadora fez a indicação para que seja feito o cascalhamento e comentou sobre a Rua 15 de Novembro, o local está intransitável, os moradores não tem como sair de suas casas.

Devido as inúmeras reclamações por parte da grande maioria dos moradores, Zilda solicitou o serviço de roçadas nos bairros, o final de ano se aproxima, precisamos manter a nossa cidade limpa, com a temporada de chuvas o mato cresce muito rápido.

Vereador Jayme Evandro solicitou a manutenção na Rua Presidente Vargas esquina com a Avenida Rio Branco e Capitão Cantalice também esquina com a Rio Branco, próximo ao Hospital. Nos dois locais existe uma “CRATÉRA” e pode ocasionar acidentes.

Fátima Vidotte solicitou a reforma da Escola Municipal Indígena EJIWAJEGI – Extensão das aldeias Tomázia e Barro Preto e a reforma da Escola CONU CONU EM na aldeia São João.

Fátima reiterou duas indicações de sua autoria já feita no mês de junho deste ano, onde solicita a construção de uma escola na Aldeia Campina e também a construção de um barracão de metal nas aldeias Alves de Barros e São João. A construção de uma escola é imprescindível naquela localidade oferecendo conforto aos estudantes, já o barracão será utilizado para promover suas festividades e reuniões da comunidade.

Ainda em nas indicações a vereadora pediu informações ao município se é existente algum tipo de projeto para a restauração do Museu Dom Jaime e do Cine Teatro Ney Machado Mesquita, “Não podemos deixar que o tempo acabe com esses prédios, o Museu conta uma história de Porto Murtinho e o Cine Teatro além de fazer parte da história local é um espaço múltiplo.

Elbio Balta solicitou a instalação de um bueiro na BR 267 próximo a MD Conveniência, os moradores reclamaram que em dias de chuvas as ruas ficam completamente alagadas, pois não ocorre o escoamento das águas e grande parte dos moradores acaba tendo suas casas invadidas pelas águas.

Elbio solicitou também a colocação de um quebra molas na Rua Tiradentes que dá acesso ao Porto. O vereador comentou da urgência desse pedido pois esse redutor de velocidade deixara atento os motoristas de carretas nos dias de grande fluxo, pois o local também dá acesso ao bairro Salim Cafure e a zona rural.

Também na 34ª Sessão Ordinária foi aprovado a entrada do projeto de lei de autoria da vereadora Fátima Vidotte que “Determina a fixação de placas de identificação em terrenos baldios”. Foi aprovado por unanimidade o parecer Prévio da Comissão Especial sobre o Projeto de Lei Municipal que estima a Receita e Fixa a Despesa do Município de Porto Murtinho para o ano de 2019.

Para trazer ainda mais transparência, a Câmara disponibiliza para consulta da população todas as proposituras em pauta e as demais que tramitam na Casa pelo site da Câmara.

As sessões ordinárias acontecem toda terça-feira às 18 horas na Câmara Municipal de Porto Murtinho, na Rua Doutor Costa Marques, centro.

error while rendering plone.comments